Câncer

Krebs

Quando falamos do signo de Câncer, falamos sobre sentimentos, raízes e elos familiares, como também sobre a Lua. Deve-se enfatizar portanto a importância da Lua como laneta regente e como arqétipo feminino, simbolizando a grande Deusa. Durante a maior parte da história humana, a Lua teve maior importância simbólica do que o Sol. Nos dias atuais, vemos a Astrologia como « Astrologia do Sol», porém na Índia ainda é a Lua que possui o maior papel na interpretação dos mapas astrológicos.
O fato mais importante sobre a Lua é que ela possui fases. Como a àgua simboliza sentimentos e a Lua possui grande influência sobre as marés, é natural associarmos a Lua com sentimentos, colocando a Lua principalmente em um modo feminino.
O período médio de revolução da Lua é de 28 dias e meio, muito parecido com o ciclo mestrual. Portanto a Lua possui energia puramente feminina e pode ter outras referências astrológicas à mãe num mapa astrológico, como Terra e Ceres.
Em um mapa astrológico, a Lua funciona principalmente como uma espécie de receptáculo da Deusa, que se tornou na lenda medieval o santo Graal. Tudo o que vivenciamos armazena-se no útero da Lua. Não seria de se espantar que a Lua tenha sido associada com a memória. Tudo o que experimentamos e lembramos, está armazenado no receptáculo da Deusa. Portanto a Lua representa nossos sentimentos mais profundos. Ela contém a chave para a segurança e o amor, representados no início da vida: amor da mãe e a segurança que a mãe conseguiu transmitir ao seu filho. A maternidade representada por Ceres é o ato físico de dar essa segurança e os instrumentos , para ajudar o filho/indivíduo a abrir e seguir o seu próprio caminho no mundo.

Para os gregos o signo de Câncer era representado primeiramente por uma Tartaruga. Na verdade esse símbolo possuei muitas similaridades com o caranguejo, o atual símbolo de Câncer.
Em algum momento da história, provavelmente na época helenística, o signo de Câncer foi associado ao Caraguejo e a Lua.
O poeta romano Manílio descreveu cancerianos como mercadores frios e ávidos por dinheiro, uma imagem que normalmente não associamos ao canceriano, embora até hoje o Câncer seja conhecido como econômico e guardador de dinheiro.
Câncer marca o solstício de verão (o dia mais longo do ano e obviamente a noite mais curta). A constelação do caranguejo foi colocada nos céus por Hera, por ajudá-la em sua luta entre Hércules e Hidra. Tanto Hera quanto Hidra são aspectos da Grande Mãe pré-henênica. Hércules é o arqétipo patriacal, o herói solar, sendo simbolizado pelo Sol. Quando uma mãe pecebe que seu ninho está sendo ameaçado, pode responder instintivamente cutucando o inimigo com suas pinças. Vemos essa situação muito bem representada no reino animal, onde a mãe protege os filhotes furiosamente.
Todas as pessoas têm o Câncer e a Lua dentro do mapa astrológico, porém como Câncer é representado pela Grande Mãe, as pessoas deste signo sentem em especial a importância da maternidade.
De um modo geral Câncer representa os laços familiares e o efeito que esses laços têm na capacidade da pessoa de se desenvolver.
Câncer rege seios, útero, como também estômago, sendo que a alimentação para um canceriano é de muita importância. Esse é um dos signos que possui mais distúrbios alimentares quando aflito. Bulimia, anorexia, como também excesso de peso e indisciplina alimentar podem ser resultados de conflitos e aflições do Câncer ou mesmo da Lua no mapa astrológico.
Lembrete: esses sintomas podem se manifestar também em pessoas que não são do signo de Câncer. Devemos sempre considerar que possuímos todos os planetas, signos, elementos, todas as energias dentro de nós, no nosso círculo da vida ( Zodíaco).

Pessoas do signo de Câncer, ou fortemente regida por energias cancerianas e/ou energia da Lua, necessitam de um lugar seguro para estar e viver. Muitos nativos de Câncer acabam fazendo de sua verdadeira casa o objetivo de sua busca. Cancerianos necessitam também de pessoas para acalentar e que os acalantem. Isso devido a forte ligação «mãe e filho» dentro do contexto do signo de Câncer. Um canceriano, caso não tenha filho, procurará em um amigo, em um irmão, no casamento ou na parceria esta ligação «mãe e filho».
Outra característica marcante de Câncer é seu processo de fundir-se com outros. Como Câncer é muito eficiente nesse processo de fusão, o resultado normalmente é uma perda de identidade pessoal. Pode resultar também em uma situação em que Câncer acaba arrastando as emoções de todas as outras pessoas com quem convive, sem perceber que emoções são e de quem são, acarretando por consequência um estado de melancolia ou uma desconexão do verdadeiro objetivo pessoal.
Pessoas de Câncer possuem forte intuição e, como já citado, uma enorme necessidade de segurança. Eles encontram o equlíbrio na alimentação, nos banhos quentes como também nas hidromassagens e através da meditação com a luz da Lua. Pssoas do signo de Càncer não necessitam outra coisa além de segunança, amor, afeto e tranquilidade no lar.
Planetas bem conectados em Câncer contribuem para o estabelecimento de relações estimulantes e acalentadoras pela vida. A Lua, com sua força, exibirá essa qualidades com mais profunda intensidade, já que é o planeta regente de Câncer e compreende de forma inata as necessidades dele.

Luciana Volpolini Quinter, Abril 2014
Foto Josephine Wall